Funcionamento do motor – Entenda e economize!

Publicado: 5 de novembro de 2009 em Curiosidades e Novidades, Manutenção

Olá pessoal, primeiramente, desculpem-me por demorar a atualizar, mas é que os últimos dias têm sido bem cheios pra mim.

Bem, o Funcionamento de Motores (Xiii, lá vem Grego…), para que servem essas peças? (Vela??? Nossa, tem vela no motor?); As maioria dos motoristas torce o nariz.

Para facilitar o entendimento, precisamos saber que: O veículo, qualquer que seja, sendo carro, moto, pick-up, caminhão é um objeto pesado,  que precisa de força para se deslocar.

Mas o que é essa força que move todo este peso? A resposta é:

O cavalo-vapor, de símbolo cv, é uma unidade de potência  que equivale a 75 Kgm.f.m. (Kilogramas x força x metro) Um Kgf.m por sua vez corresponde ao trabalho gasto para se elevar uma massa de um quilograma a um metro de altura ao nível do mar. A medida de potência geralmente é medida em Watts, por isso abaixo você terá uma noção de quantos Watts um CV é capaz de gerar.

Esta unidade existe nomeadamente no meio da industria automobilística, para classificar a potência máxima dos motores de combustão interna.

Nos países anglo-saxônicos, utiliza-se o horse power, de símbolo hp, que é uma unidade de mesma escala de grandeza, mas com valores diferentes. O Horse Power define-se como sendo a potência necessária para elevar verticalmente a uma velocidade de 1 pé/min uma massa de 33.000 libras.

  • 1 CV = 735,49875 Watts
  • 1 HP = 745,6987158227022 Watts
  • 1 HP = 1,0139 CV
  • 1 CV = 0,9863 HP

Falando em combustão interna, chegamos ao que interessa: Para produzir CVs ou HPs e movimentar o carro, necessita-se basicamente misturar oxigênio + combustível + calor + pressão, para obter uma explosão controlada (combustão interna) que movimentará várias peças internas do motor, fazendo-as girar e por sua vez, estando conectado ao sistema de transmissão do veículo, fará as rodas girarem.

Veja como acontece dentro motor do seu carro, numa vista em corte transversal:

Abaixo, a descrição de cada etapa do funcionamento de um motor à combustão:

motor+funcionando+gif

Motor em funcionamento

Abaixo, a descrição de cada etapa do funcionamento de um motor à combustão:

  • 1° Tempo: Admissão – Entra no cilindro uma mistura de ar e combustível vaporizado.
  • 2° Tempo: Compressão – A mistura de ar e combustível é comprimida e no fim (ponto de ignição) a mistura é inflamada pela faísca produzida pela vela.
  • 3° Tempo: Expansão – Depois da ignição da vela, a mistura gasosa explode e sofre uma forte dilatação, empurrando o pistão para baixo, que ligado à outras peças, movimenta o motor e periféricos.
  • 4° Tempo: Escape – A mistura gasosa resultante da explosão sai do cilindro para o exterior, é nesta hora que saem pelo escapamento do carro os gases resultantes e bastante barulho, caso o carro não esteja com o sistema de abafadores e silenciadores em boas condições.

Todo o processo é cientificamente ajustado, pois para que tudo ocorra bem existem proporções, como:

Medida estequiométrica:  Um motor à combustão para funcionar perfeitamente, precisa que a mistura de Ar + Combustível esteja na razão de 15:1 (15 partes de oxigênio, para 1 parte de combustível), para gasolina e álcool, variando um pouco na mecânica a Diesel, assunto para um outro post no futuro.

Dicas adicionais:

  • FILTRO DE AR – O consumo aumenta bastante e o motor rende pouco e polui muito mais, se o filtro de ar do motor do veículo estiver sujo, entupido ou danificado. Com um filtro deficiente, a admissão de ar pelo motor estará comprometida, desequilibrando a mistura correta de 15:1, fazendo com o que o motor gaste mais combustível para render a potência necessária para compensar a falta de oxigênio para uma queima perfeita.
  • VELAS DE IGNIÇÃO – Sem uma faísca forte e perfeita a ignição ocorre de forma deficiente, fazendo com que o motor gaste maisrendendo menos, porém a causa é vela ruim. As velas duram em média 10 mil Km, com boa eficiência. Acima disso, vale a pena trocar por velas novas. A diferença de potência, resposta do acelerador e economia de combustível é notável.
  • FILTRO DE COMBUSTÍVEL - Deve estar limpo e com boa filtragem, para que o combustível chegue ao motor, evitando inclusive a queima da bomba de combustível. Com um filtro obstruído, a bomba trabalha aquecida acima do normal  e sua vida útil diminui drasticamente. Lembrando que a bomba quando dá defeito, pára de vez, nos deixando na mão, sem avisar.
  • BICOS INJETORES – Os bicos injetores pulverizam o combustível na medida certa que é comandada pela centra de injeção. Por serem expostos ao ambiente aonde ocorre a combustão, eles ficam sujos, impregnados de carvão resultante da combustão, perdem eficiência na vaporização e na injeção. Aumentam o consumo, causam falhas na aceleração, perda de potência e até interrupção da queima, por não conseguirem lançar o combustível dentro do motor.
  • ÓLEO - Para que as partes móveis do motor deslizem perfeitamente e o mesmo funcione de forma suave, mantenha o óleo sempre em dia. Assim seu motor trabalha bem, sem aquecer em excesso e polui menos, pois óleo velho ou fora da especificação interfere na qualidade do que sai do seu escapamento.

Mantenha seu carro sempre checado e em ordem, para economizar mais, poluir menos e curtir todo o desempenho que ele pode nos oferecer.

Em breve, o Tira-Dúvidas do Paolo estará online, para você, amigo leitor, que tem alguma urgência automotiva. Abraços!

About these ads
Comentários
  1. Marlúcia Dias disse:

    Nossa…professor bommm. Ah presente kkk

  2. Paolo Cruz disse:

    Hihihihhi, Valeu Marlúcia! Grande abraço, volte sempre!

  3. Wesley Silva disse:

    Primooooo… Ta muito bom o Blog cara. Parabens. O post de hoje esta muito PHODA… Ta doido PRIMOOOOOO!!!! Yave SHAMÁ!!!! AHUAHUAHUA

  4. Quezado disse:

    A frequência de troca da Vela você falou nesse post e do óleio num anterior. E os demais itens? Existe uma frequência média para as trocas? :D Estou colocando tudo na minha agenda hihihi

    Good job, dude!

    Abraços

  5. Paolo Cruz disse:

    Fala Quezado! As trocas para as demais peças, na maioria dos carros que usamos hoje em dia acontece da seguinte forma:

    * Filtro de óleo – Recomendo a troca a cada 5.000KM, junto com o óleo;
    * Filtro de Ar – Dura no máximo 7.000kM, independentemente da sua aparência, pois o papel de que ele é feito satura e fica muito obstruído. A super dica é dar um jato de ar no filtro a cada 1.500Km, assim ele estará sempre respirando melhor.
    * Filtro de combustível, recomento a cada 10.000Km no máximo. Particularmente troco o meu a cada 5.000Km, junto com a troca de óleo.
    * Bicos injetores: Só devem ser trocados quando detectado defeito ou perda de eficiência, mas devem ser limpos a cada 10.000Km.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s